0

Artigo atualizado pela última vez em: by

Hoje em dia está difícil encontrar um smartphone que custe menos R$1.000. Por isso decidi fazer um guia dos melhores celulares até R$1.000.

iPhone SE 16 GB

Esse é para aqueles que não usam muito espaço em disco, mas curtem o ecossistema da Apple. Por incrível que pareça um iPhone SE 16 GB está custando apenas R$899. O iPhone SE ainda é compatível com a última versão do iOS, ou seja, ele ainda se mantém na lista de smartphones de certa forma “em linha”. O aparelho tem um tamanho menor do que os modelos posteriores, muito útil para quem ainda não se adaptou com “smartphones de tela grande”. Disponível na Amazon.

Moto G6 Play

Para quem prefere o sistema Android, o Moto G6 Play que originalmente custa R$1.199, está por R$938 na Amazon. O smartphone conta com display Full HD de 5,7 polegadas no estilo edge-to-edge, o dispositivo vem com o Android 8.0 Oreo, conta com 3 GB de RAM e 32 GB de espaço, expansível para até 128 GB por cartão microSD. O processador é um Snapdragon 430 com 8 núcleos. O dispositivo ainda conta com leitor de impressão digital, mas infelizmente não vem com NFC. Disponível na Amazon.

Samsung Galaxy J6

Para os amantes da Samsung, o J6 está custando apenas R$898 (era R$1.299). Assim como o Moto G6 Play, o aparelho conta com 32 GB de espaço em disco, Android 8.0 Oreo, o processador é o Exynos 7870 da própria Samsung, ele conta com 2 GB de RAM, o que pode ser um problema para uso de múltiplas aplicações, a vantagem é que ele pode expandir seu armazenamento para até 256 GB via cartão microSD. Disponível na Amazon.

LG Q6

O Q6 da LG está à venda por R$819 (preço original era R$1.299). O dispositivo conta com 3 GB de memória RAM, ele vem com Android 7.1.1, o processador é o Snapdragon 435, conta com 32 GB de espaço em disco, expansível para até 256 GB por cartão microSD. Seu visual lembra bastante o Samsung S8, com a diferença que o valor é praticamente 1/3 do valor do aparelho da concorrente. Disponível na Amazon.

Asus ZenFone 4 Selfie

O ZenFone 4 Selfie da Asus conta com especificações praticamente superiores a todos os outros smartphones citados. Por exemplo, além de contar com 4 GB de RAM e 64 GB de espaço em disco, o aparelho permite expansão para 2 TB via cartão microSD. O processador é um pouco inferior, sendo um Snapdragon 430, mas conta inclusive com leitor de impressão digital. Está disponível na Amazon por R$979. Um bom valor e um ótimo custo-benefício em relação aos outros produtos citados. Disponível na Amazon.

Sony Xperia XA1 Dual

O Xperia XA1 Dual conta com especificações semelhantes ao LG Q6, com 3 GB de memória RAM, 32 GB de espaço em disco e expansível para até 256 GB de RAM, seu processador é um MediaTek MT6757, diferentemente de todos os outros smartphones citados, o Xperia conta com NFC. Ele está com mais de 40% de desconto na Amazon, de R$1.699 por apenas R$999. Disponível na Amazon.

Xiaomi Redmi Note 5

Os smartphones da Xiaomi são de ótima qualidade, com especificações de smartphones top de linha com preços de smartphones mid-level. O Xiaomi conta com 3 GB de RAM, 32 GB de espaço em disco, mas seu processador é um Snapdragon 636, permite expansão até 256 GB via cartão microSD. Além disso, é o único da lista a contar com 2 câmeras na traseira. Infelizmente não vem com NFC, mas conta com leitor de impressão digital. Está disponível na Amazon por R$999. Disponível na Amazon.

O que é importante num smartphone?

Há diversas opções de smartphones no mercado e sempre fica a dúvida: o que devo procurar num smartphone, além do preço? Listo abaixo algumas características fundamentais na hora de escolher o seu novo smartphone.

Espaço em disco

16 GB de espaço, hoje em dia, é quase nada. Somente o sistema operacional costuma ocupar uns 4 GB de espaço e em certos casos, até mesmo a metade do espaço disponível.

Para pessoas que tiram muitas fotos ou usam aplicativos de música como Spotify, um smartphone com no mínimo 32 GB de espaço em disco é fundamental. Além disso, muitos programas ocupam muito espaço e a performance do espaço interno é bem maior do que de um cartão de memória. Ou seja, rodar um aplicativo na memória interna é muito mais rápido do que usar um cartão microSD.

Recomendo o uso de cartões microSD apenas para armazenamento de fotos e vídeos. Esse cartão microSD da Sandisk (marca mundialmente conhecida pela qualidade dos cartões) tem 64 GB de espaço e custa apenas R$49,00. Está disponível para compra na Amazon.

Memória RAM

Assim como no computador, o smartphone também possui memória RAM. E assim como no computador, quanto maior: melhor. Diferentemente da memória interna, a memória RAM não pode ser expandida (diferentemente também de um computador).

Smartphones com memória RAM acima de 3 GB devem suportar as principais aplicações hoje em dia e rodar com certa fluidez. Comprar qualquer smartphone com menos de 3 GB é receita certa para dor de cabeça, travamento e muito tempo perdido.

Smartphones hoje em dia já vem equipados com até 10 GB de RAM. Só para comparação, o meu antigo notebook possuía 8 GB de RAM. Quanto maior for a RAM, maior a capacidade do smartphone processar múltiplas aplicações e evitar o travamento. Inclusive pelo fato do Android ser um sistema que consome bastante memória RAM.

Processador

O processador é um fator que para a maioria das pessoas é irrelevante, mas ele tem uma importância tremenda, chegando a superar a importância da memória RAM. Basicamente, o processador é o cérebro do smartphone. Muitos smartphones hoje em dia possuem 2 tipos de processadores: um voltado para tarefas mais básicas e outro para jogos. Muitos vem com 2 processadores, sendo que o processador mais parrudo só é ativado quando necessário, exatamente para reduzir o consumo de bateria.

Apesar do Mediatek e do Exynos da Samsung serem ótimos processadores é bom ficar de olho nas especificações deles e também na quantidade de núcleos.

Bateria

De nada adianta um bom smartphone, se a bateria não suporta. A quantidade de micro-amperes geralmente não é o fator chave. Por exemplo, o famoso Nokia 1100 contava com uma bateria de 850 mAh. Se você tentar colocar a mesma bateria num S8 da Samsung, é bem provável que a bateria dure menos do que 8 horas. O smartphone da Samsung conta com uma bateria de 3.500 mAh.

Por isso é importante tentar em consciência todos os itens anteriores citados, em especial o processador e a memória RAM, para então definir qual a quantidade mínima de mAh para um bom celular.

O LG Q6, que eu citei acima tem uma bateria de 2.900 mAh, mas tem um processador e memória bem menos potente do que o S8. A bateria do Q6 dura de 2 horas e 39 minutos na gravação de vídeos até 14 horas e 29 minutos para ligações normais. No uso médio, ele fica em torno de 11 horas e 4 minutos com carga.

Para quem sofre do mal do século: smartphone descarregar na pior hora possível, há uma solução. As famosas powerbank (que significam literalmente banco de energia) permitem carregar seus smartphones em qualquer lugar e possuem um custo bem pequno. Essa powerbank, por exemplo, da Pineng tem 10.000 mAh e custa menos de R$55. Está disponível para compra na Amazon.

Todas as lojas iTown, revenda autorizada da Apple pela Saraiva, fecham as portas

Previous article

5 empregos que estão com os dias contados graças a IA e robôs

Next article

You may also like

Comments

Deixe uma resposta

More in Tecnologia