0

Na dúvida qual leitor de livros digitais comprar? Não se preocupa, criamos esse guia para explicar direitinho como funciona e quais são os benefícios dos principais e-book readers do mercado.

Hardware

Apesar de outras livrarias famosas oferecem seus próprios leitores de livros digitais como o Kobo da Livraria Cultura e o Lev da Livraria Saraiva, o Kindle da Amazon é para mim o mais completo e com maior custo-benefício.

Por exemplo, o Kobo à venda na Livraria Cultura é o Kobo GloHD, com 6 polegadas de tela, tela touchscreen, wi-fi, bateria com duração de 2 meses (sim, a bateria de e-readers geralmente dura bastante), 4 GB de espaço (dos quais é possível usar apenas 1 GB para armazenamento de livros) e também possui tela iluminada. O Kobo vendido na Livraria Cultura tem um custo de R$469,00. Segundo avaliação no site da livraria, o Kobo não possui assistência técnica no Brasil e aparentemente a manutenção do dispositivo é feita de forma ineficaz. No site da Livraria Cultura, no entanto, o produto se apresenta como indisponível. A Rakuten, empresa responsável pelo Kobo oferece diversos outros modelos, no entanto, nenhum à venda no país. Até mesmo o Kobo GloHD, que é o modelo vendido na Livraria Cultura, não está sendo exibido no site da Rakuten, o que mostra que o produto tenha possivelmente saído de linha.

A Saraiva tem dois dispositivos: O Lev Neo e o Lev Fit. O Lev Neo que está no valor de R$479,00, possui 8 GB de espaço de armazenamento, possui LED com 20 níveis de intensidade e pesa 140 gramas. Já o Lev Fit que está no valor de R$299,00, possui 4 GB de espaço de armazenamento, não possui LED de iluminação e pesa 130 gramas. O catálogo da Saraiva é bastante rico, na parte de e-books.

Mas o dispositivo que para mim realmente vale à pena comprar é o Kindle. Em especial o Paperwhite (dispositivo no qual eu tenho). O Paperwhite que está no valor de R$479,00, possui 4 GB de armazenamento, LED para leitura noturna, inclusive com ajuste de brilho. O dispositivo pesa um pouco mais que o Lev Neo com 206 gramas.

Mas qual é o ponto chave do Kindle? É a Amazon. A maior livraria do mundo, com um catálogo invejável. Inclusive no que diz respeito aos livros gratuitos. E é algo que eu não vi (apesar de ter procurado bastante) nem no site da Saraiva nem no site da Cultura: o Kindle Unlimited. Com essa funcionalidade, você paga uma assinatura mensal no valor de R$19,90 (mais barato que assistir filme na Netflix) e você tem acesso à um catálogo ainda maior, permitindo baixar livros que seriam pagos mas que estão inclusos no pacote do Unlimited (um aviso: nem todo livro está incluso no pacote, mas a biblioteca de livros é bem grande).

A Amazon Brasil oferece dois dispositivos com algumas variações. Por exemplo, o Kindle versão básica que custa R$299 e não possui LED para leitura noturna está disponível tanto na versão preta quanto na versão branca. O Paperwhite está disponível em três versões: na preta (é o modelo que tenho), branca e na versão preta com acesso 3G ilimitado mundial (tem um custo maior no valor de R$699).

Essa versão 3G ilimitada é fantástica, pois permite que você compre e baixe livros em qualquer lugar do mundo, sem precisar de conexão wi-fi. Inclusive, permite acessar sites usando o navegador integrador do Kindle.

Minha sugestão: como possuo um Kindle Paperwhite Wi-Fi (a versão 3G não estava disponível na época) eu recomendo o Kindle. Não só pelo preço, mas também pelo acesso ao Kindle Unlimited, que permite você baixar livros praticamente ilimitados da loja da Amazon.

Formatos

Os formatos mais comuns são MOBI e PUB. O arquivo PDF para leitores digitais não é recomendado, pois pode usar muito processamento do leitor e consequentemente tornar o dispositivo lento e fazer com que a bateria termine antes do que o esperado.

O Kindle suporta Kindle Format 8 (AZW3), Kindle (AZW), TXT, PDF, MOBI não protegido, PRC nativamente. O formato AZW3 e AZW não são facilmente abertos, tendo em vista que esses são formatos protegidos disponibilizados para a Amazon quando você compra um e-book na plataforma.

Tanto o Kobo quanto o Lev suportam todos esses formatos, menos o AZW e AZW3 que são proprietários da Amazon.

No geral, o AZW/AZW3 não faz muita diferença. Ele é mais “compactado”, ou seja, ocupa menos espaço do que um arquivo MOBI ou PUB, mas com 4GB de espaço em disco, isso não é muita diferença. A não ser que você queira colocar uma biblioteca inteira no e-reader…

Assistência Técnica

O Kobo aparentemente não possui assistência técnica no Brasil e o produto apresenta-se como indisponível no site da Cultura, o que indica que ele potencialmente está fora de linha. Aparentemente, a manutenção é feita diretamente pela Kobo (oficialmente o Kobo não é um produto da Cultura, ele é revendido pela Cultura). Quem estiver procurando manutenção do Kobo, pode entrar em contato pela Rakuten.

O Lev também não tem um local de assistência técnica bem definida. Aparentemente é preciso fazer primeiro uma reclamação no Reclame Aqui para que o pessoal da Livraria Saraiva dê procedimento ao pedido de suporte. No site da Saraiva há uma página de assistência técnica… voltada para dispositivos Apple.

O Kindle tem uma página dedicada a um suporte rápido, no site da Amazon, também está disponível o contrato da garantia para o Kindle e por fim há uma página dedicada ao suporte técnico no site da Amazon.

Quer sair do Brasil? Conheça os países mais fáceis para imigrar

Previous article

Sabesp seleciona projetos inovadores em saneamento

Next article

You may also like

Comments

Deixe uma resposta

More in Tecnologia